O Natura Campus é um Programa de Relacionamento da Natura e a comunidade de ciência, tecnologia e inovação. Saiba mais www.naturacampus.com.br

Sobre o Programa

Qual a postura da Natura em relação à confidencialidade dos dados das propostas enviadas?
As propostas submetidas ao Programa Natura Campus não devem possuir informações confidenciais. Os dados submetidos à Natura são utilizados estritamente para o processo de análise das propostas em ambiente digital seguro.
 
Quem pode submeter propostas de parceria para o programa Natura Campus?
Todas as nossas modalidades de interação serão divulgadas em nosso portal e acompanhadas de regulamentos próprios. Nele constarão os critérios de elegibilidade bem como informações sobre a avaliação que será aplicada para cada uma delas. Vale ressaltar que para o envio de proposta de cooperação científica, o pesquisador proponente deve ser formalmente vinculado a uma Instituição de Ciência podendo ser universidade, faculdade, instituto de ensino ou pesquisa. Alunos de Iniciação Científica, Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado devem indicar os orientadores do projeto na proposta enviada.
 
Que tipos de projetos são apoiados pelo Natura Campus?
O programa apoia projetos de pesquisa científica básica e/ou tecnológica, que explorem temas de interesse de uma ou mais frentes de ciência, tecnologia e inovação da Natura (Tecnologias Sustentáveis, Sentidos e Design de Experiências, Ciências do Bem-Estar e Ciências Clássicas e de Avançadas de Pele e Cabelo).
 
O que a Natura espera do programa Natura Campus?
Esperamos possibilitar que os atores dessa relação percebam oportunidades mútuas: que as instituições de ciência possam enxergar oportunidades de avançar na geração, difusão e aplicação do conhecimento, e a Natura possa fazer parte do avanço da ciência.
 
Para que serve o programa Natura Campus?
O Programa Natura Campus é um ambiente dinâmico para interação científica e canal de comunicação entre a Natura e a comunidade científica. Nele, além da possibilidade de captação de propostas para projetos colaborativos, serão discutidas tendências nas diversas áreas do conhecimento por meio dos blogs e redes sociais. Além disso, são disponibilizadas informações sobre interação universidade-empresa, colaboração em redes, dados da Inovação na Natura e no mundo.
 
De quais formas posso estabelecer uma parceria com a Natura?
Em nosso time de ciência e tecnologia, contamos com 250 pesquisadores das diferentes áreas do conhecimento, que juntos formam o mais avançado centro de Pesquisa e Desenvolvimento da América do Sul na área de cosméticos, gerando produtos sustentáveis que promovem o bem-estar-bem. Ao desenvolver um projeto em parceria, podemos reunir esforços e competências complementares que contribuam para geração de valor. A Natura também pode contribuir no financiamento do projeto, por meio de financiamento interno de projetos ou recursos captados de órgãos públicos de fomento, como FINEP, CNPq, BNDES e Fundações de Apoio à Pesquisa.
 
Quais são as vantagens de se colaborar com a Natura?
A Natura está engajada em redes colaborativas de conhecimento e inovação que podem se tornar mais acessíveis aos nossos novos parceiros, ao mesmo em tempo em que essas redes aumentam ainda mais seu alcance. Além disso, a Natura pode compartilhar propriedade intelectual gerada conjuntamente com seus parceiros. Projetos com aporte intelectual de instituições de ciência podem gerar patentes entre outros ativos intangíveis que valorizam o conhecimento e incrementam as oportunidades de desenvolvimento científico, tecnológico e econômico. Caso a Natura tenha interesse em utilizar os resultados de pesquisa de forma exclusiva em acordo com a instituição de ciência, podem ser estabelecidos critérios de remuneração às ICs parceiras, que por sua vez, poderão reinvestir em pesquisa e distribuir, conforme suas políticas próprias, os proventos econômicos resultantes da exploração comercial da tecnologia.
 
Leia o Regulamento

Este regulamento se aplica às formas de interação do Programa Natura Campus com especial atenção aos projetos de Cooperação Científica Natura que serão desenvolvidos em parceria com a Natura Inovação e Tecnologia de Produtos Ltda., com sede em Cajamar, Estado de São Paulo, localizada na Rodovia Anhanguera, s/n, km 30,5, inscrita no CNPJ sob nº 60.883.329/0001-70.

1 DAS FORMAS DE INTERAÇÃO
1.1 O Programa Natura Campus estimula o relacionamento entre pesquisadores da Natura e pesquisadores de Instituições de Ciência, podendo ser instituições públicas ou privadas incluindo universidades, faculdades, institutos de pesquisa, institutos de tecnologia entre outras organizações voltadas às atividades de ensino, pesquisa, extensão e desenvolvimento tecnológico.
 
1.2 As formas de participação de pesquisadores no Programa Natura Campus descritas nos itens 2 e 3 deste regulamento possuem regras específicas associadas a cada tipo de interação atendendo a diferentes abordagens e condições conforme as características aplicáveis a cada tipo de interação divulgadas em momento oportuno.
 
2 DAS PROPOSTAS DE COOPERAÇÃO CIENTÍFICA BÁSICA E/OU TECNOLÓGICA
2.1 O Programa Natura Campus adota o modelo de chamadas periódicas para recebimento de propostas de projetos de pesquisa. O objetivo desse modelo é possibilitar o planejamento das atividades de pesquisa pela Natura e pelos parceiros e favorecer a análise comparativa de propostas.
 
2.2 As chamadas de propostas de cooperação serão divulgadas no Portal Natura Campus www.naturacampus.com.br e por meio de ações complementares de divulgação a serem realizadas em momento oportuno.
 
2.3 A frequência das chamadas de propostas prevista é de duas vezes por ano, podendo ocorrer em frequência maior ou menor de acordo com as condições e oportunidades de parcerias verificadas pela Natura e divulgação por meio do Portal Natura Campus.
 
2.4 As propostas de projetos de colaboração e o desenvolvimento de projetos seguirão as políticas e diretrizes de parcerias da Natura.
 
2.5 Elegibilidade:
 
2.5.1 Poderão se inscrever no Programa Natura Campus e submeter propostas de projetos pesquisadores regularmente vinculados a Instituições de Ciência (IC) públicas ou privadas, interessados em estabelecer parcerias de pesquisa científica básica, com objetivo de geração de conhecimento científico em temas de interesse mútuo, ou de pesquisa tecnológica, ressalvado o disposto no item 2.5.2.
 
2.5.2 Não são elegíveis as propostas submetidas por colaboradores Natura, ainda que exista vínculo formal entre o pesquisador proponente com Instituição de Ciência.
 
2.6 Informações solicitadas aos proponentes:
 
Para fins de identificação dos candidatos e avaliação dos projetos, a Natura solicitará informações que julgar necessárias referentes à localização, vínculo institucional, formação acadêmica, linhas de pesquisa e atuação profissional do proponente, assim como o detalhamento da proposta e plano de trabalho (título, justificativa, objetivos, metodologia, orçamento, cronograma de atividades, produção bibliográfica e técnica relacionada, redes de parceria envolvidas).
 
2.7 Escopo das propostas:
 
As propostas a serem submetidas poderão envolver diferentes tipos de interação conforme itens 2.7.1, 2.7.2 e 2.7.3. O proponente poderá indicar qual o tipo de interação proposto, mas não está obrigado a fazê-lo. A Natura analisará a proposta e fará o devido enquadramento a partir das informações recebidas.
 
2.7.1 Projeto de Cooperação em Pesquisa Científica Básica, com o qual se objetiva o avanço do conhecimento em tema de interesse mútuo, sem foco em aplicação industrial – neste tipo de projeto não se antevê a geração de resultados passíveis de proteção de propriedade intelectual e de uso comercial, sendo possível a publicação e divulgação científica ampla dos resultados em comum acordo entre os parceiros;
 
2.7.2 Projeto de Cooperação em Pesquisa Tecnológica, com o objetivo de avanço de conhecimento em tema de interesse mútuo, com perspectivas prováveis de uso dos resultados em processos industriais ou no desenvolvimento de novos produtos – estes projetos são desenhados para comprovar conceitos (viabilidade técnica e benefícios) de novos insumos, materiais e/ou processos para desenvolvimento de novos métodos produtivos ou produtos cosméticos da Natura, sendo os resultados avaliados quanto ao potencial de patenteamento e, se aplicável, a PI (propriedade industrial) gerada será adequadamente protegida antes da publicação e divulgação científica.
 
2.7.3 Licenciamento ou transferência de tecnologia, visando aquisição de tecnologias já desenvolvidas por Instituições de Ciência, seja por meio de conhecimentos e tecnologias protegidas por propriedade industrial, patenteadas ou não.
 
2.7.4 Durante o processo de seleção, as propostas de projeto serão avaliadas internamente pela Natura. Caso aprovadas, será sugerido o seu enquadramento em uma das três categorias anteriormente descritas para contratação junto à Instituição de Ciência.
 
2.8. Confidencialidade dos dados
 
Os dados são submetidos à Natura via formulário disponível no Portal Natura Campus (http://www.naturacampus.com.br) e devem ser de caráter não confidencial, assim como qualquer questionamento feito por meio do e-mail disponibilizado para dúvidas (naturacampus@natura.net).
 
2.9. Submissão de propostas
 
2.9.1 Os candidatos interessados devem submeter suas propostas por meio de formulário disponível na página do Programa Natura Campus na internet – http://www.naturacampus.com.br.
 
2.9.2 A inscrição no Programa Natura Campus implica na concordância e aceitação plena de todas as cláusulas e condições do presente regulamento, por parte de qualquer candidato.
 
2.9.3 Inscrições incompletas não serão aceitas.
 
2.9.4 Só serão aceitas inscrições realizada via internet, na página do Programa Natura Campus, via formulário específico de Cooperação Científica, com indicação da área de interesse da Natura.
 
2.9.5 Não serão aceitas trocas, alterações, inserções ou exclusões nas inscrições após a submissão, exceto nos casos em que a Natura solicitar formalmente a realização de modificações, formalizadas por e-mail.
 
2.9.6 As chamadas periódicas de propostas de projetos serão divulgadas no Portal Natura Campus acompanhadas de regulamento próprio informando prazos, áreas de pesquisa, condições e disposições gerais sobre o processo de avaliação, divulgação de resultados, e processo de contratação de projetos de cooperação.
 
3 ÁREAS DE INTERESSE EM PESQUISA
As áreas de interesse para projetos de cooperação científica podendo incluir as ciências relacionadas abaixo ou outras conforme definição a ser divulgada em regulamento próprio vinculado as chamadas de propostas de projetos.
 
3.1 Bem-estar e Ciência das Relações
3.2 Sustentabilidade
3.3 Inovação aberta e colaborativa
3.4 Inovação em Produtos Cosméticos
 
4 FINANCIAMENTO DOS PROJETOS
Os projetos selecionados nas chamadas de propostas de cooperação científica poderão ser financiados integral ou parcialmente pela Natura. Neste último caso, a Natura entrará com uma contrapartida em programas de financiamento oferecidos pelos diversos órgãos brasileiros de apoio e fomento à ciência, tecnologia e inovação, de acordo com o escopo do projeto. Por serem estes programas constantemente atualizados, podendo funcionar via editais ou fluxo contínuo, o tipo de financiamento será discutido caso-a-caso e formalizado no contrato da parceria.
5 CONTRATAÇÃO
5.1 Os Projetos de Cooperação Científica terão sua execução iniciada unicamente após a Natura e as Instituições de Ciência envolvidas acordarem a forma de contratação e celebrarem contrato específico para sua consecução.
 
5.2 Os Projetos de Cooperação Científica compreenderão, entre outras disposições, os seguintes aspectos:
 
5.2.1 Escopo Detalhado do Projeto (conforme aprovação na Fase III)
 
5.2.2 Plano de Trabalho Detalhado
 
5.2.3 Indicação de contatos formais na ICT e Natura que atuaram na Coordenação da execução do projeto durante suas diversas etapas
 
5.2.4 Formas de financiamento ou cofinanciamento do projeto de pesquisa científica ou aquisição ou licenciamento de tecnologia pronta e plano de desembolso de pagamentos (liberação de recursos atrelada ao plano de trabalho)
 
5.2.5 Propriedade intelectual dos resultados (a Natura terá cotitularidade da propriedade intelectual em caso de projetos financiados ou cofinanciados pela Natura)
 
5.2.6 Direitos e deveres das partes envolvidas, incluindo disposições sobre autorizações, registros, pagamento de taxas e outros aspectos formais a serem executados ao longo do projeto (p.ex.: CGEN, ANVISA, averbação INPI, manutenção das patentes, entre outros).
 
6 LIMITAÇÕES DE RESPONSABILIDADE
6.1. A Natura não se responsabiliza por inscrições inconsistentes, incompletas, inválidas, inverídicas ou, de qualquer outra forma, em desacordo com este Regulamento. A Natura não se responsabiliza por qualquer informação incorreta ou imprecisa, sejam elas causadas por usuários da web, ou por qualquer equipamento ou programa associado, erros técnicos ou erros humanos que podem vir a ocorrer durante o processo de inscrições, incluindo erros decorrentes da inabilidade do usuário em fazer ou completar sua inscrição.
 
6.2. A Natura não se responsabiliza por qualquer erro, omissão, interrupção, defeito, atraso na operação ou transmissão, falhas ou problemas técnicos em qualquer rede ou linha telefônica, sistemas on-line, servidores, provedores, equipamentos, softwares, contas de e-mail, players ou browsers (navegadores), seja por conta de problemas técnicos, congestionamento de tráfego na Internet ou no website, ou por conta de qualquer um dos fatores acima mencionados, ou outros que porventura venham a ocorrer.
 
7 DISPOSIÇÕES GERAIS
7.1. As propostas que não cumprirem todas as exigências deste regulamento serão desclassificadas.
 
7.2. O projeto deve seguir as políticas e diretrizes para parcerias Natura aplicáveis ao Programa Natura Campus.
 
7.3. A Natura se reserva o direito reprovar submissões de projetos que configurem conflito potencial de interesse, incluindo propostas que apresentem sobreposição com projetos já em fase de contratação/execução na Natura ou em outras parcerias.
 
Ainda tem dúvidas?
Entre em contato